5 de nov de 2008

A LAGRIMA, A FÉ, A VITORIA...

Falemos um pouco sobre êsse homem aí. Olhando parte de sua face, ligeiramente acima do lábio superior e até quase além da sobrancelha direita, vemos com naturalidade que é um homem de pele morena e bem cuidada. Sua barba é aparada sem tempo de aparecer. Um pouco mais detidamente, agora observando de cima para baixo, percebemos que o sulco que desce feito uma catarata, tem uma só direção, um só caminho. Poderia ser algo espalhado, para um lado, para outro,... mas não é. Não existem atalhos laterais. É que estamos contemplando uma epiderme diferente, tratada, bem cuidada. Dai não existirem sequer mínimas incursões para a esquerda ou para a direita. O que desce, são muitas lágrimas ligadas umas às outras, de modo a parecer uma só. É um "corredor". Uma corrente de lágrimas. Tem pêso, dor, reflexão, emoção, esperança. É, e dá prá sentir aqui, em cada um de nós, uma oração silenciosa, poderosa, plena de fé. Contemplemos, agora, seu olhar. O que haverá nêle ? O que, nêsse momento, estariam dizendo àquêles olhos molhados, avermelhados, suplicantes, comoventes e fixos num horizonte para nós indefinido ? Quem sabe, sussuravam uma expressão pungente brotando da alma: "Sim Senhor... NÓS PODEMOS". E agora, na persistência de nossas intuições, que diríamos sôbre ESSA LÁGRIMA PRECIOSA que marca a face jovem e serena de quem estava chegando como um verdadeiro e inacreditável milagre, para confirmar e realizar por inteiro, um sonho sonhado com o preço da própria vida, por Martin Luther King que bradava com grande fé e inabalável esperança: "Eu tenho um sonho, de que um dia esta nação se erguerá e viverá o verdadeiro significado de seus principios: Achamos que estas verdades são evidentes por elas mesmas, que todos os homens são criados iguais..." O pastor idealista que pregava a igualdade e o respeito à vida, foi morto pelo preconceito e pelo desamor, cinco anos depois de ter comandado a histórica "Marcha à Washington" em 28 de agosto de 1963.

Mas o homem dos olhos encharcados de esperança e de quem falávamos lá em cima, é o mesmo que agora vemos aí, orando e agradecendo. Lá um coração comovido, uma busca emocionada. Aqui uma alma em quietude, uma oração serena, uma gratidão imorredoura. Foram quase dois anos de busca e enfrentamento. Uma campanha, difícil, fria, de perspectivas pouca animadoras. Quem, quando, como , onde e porque, se "aventuraria" a abraçar e a propagar a candidatura de quem, embora senador, passava a apresentar-se como candidato à suceder George W. Busch ? Além do mais, negro ? Não era fraca a intenção. Não era pouca coisa o objetivo. Mas êle sempre soube o que buscar E COMO BUSCAR. E começou a caminhada. Brilhou sua determinação, tenacidade, preparo surpreendente e inabalável desejo de vencer. Revelava-se em suas atitudes e em cada fase dominada, sua extraordinária capacidade de oratória, raciocinio improvisador, conhecimento político e poder de superação. Vida jovem, espírito jovem, cabeça jovem. Ainda assim, amadurecido para a vida pública, embates políticos, planejamentos administrativos e relacionamentos diplomáticos internacionais. É homem de comunicação fácil. Sabe ser sóbrio, simples, simpático, sorridente. Porisso, atrai, envolve, cativa, conquista. Assim trabalhou, lutou, cresceu, somou. Quebrou tabus e preconceitos. Aproximou, misturou, uniu, quebrou recordes.

Não só por êsses. Também por outros tantos e incontáveis motivos, ÊLE, o homem, o jovem senhor das fotos aqui mostradas estará a partir de 20 de janeiro de 2009 fazendo da Casa Branca a sua casa, a casa de sua família, e de uma nação esperançosa. Tem pleno direito e adquirido democraticamente. Afinal é BARACK OBAMA. O nôvo Presidente dos Estados Unidos da América do Norte. "Yes, we can" (Sim, nos podemos), canta a uma só voz, insuflado pela histórica vitoria que repercute no mundo, um numeroso povo composto por etnias diferenciadas que segue fazendo brilhar, num grande e feliz abraço, a realidade sem preço de um sonho aparentemente inalcansável, fruto de coragem e persistente confiança. Fruto, sobretudo do desejo de mudar, melhorar, amar... VIVER. "Yes, hope over fear - Sim, esperança além do medo".

Nenhum comentário: