18 de jan de 2009

NUS EM NOME DA ARTE ?

Olá amigos . . . Ao informar à imprensa e ao destinar convites sobre a realização da 38ª Coletiva de Artistas de Joinville, teriam os organizadores lembrado o detalhe do "nu artístico" móvel e ao vivo que fazia parte da programação ou preferiram estratégicamente omitir para maior repercussão que o "efeito surpresa" causaria ? O que se soube depois é que o fato acendeu uma inquietude generalizada, embora moderada, silente e sob contrôle. Uma nota no jornal (e apenas uma), no dia seguinte, estampava foto do prefeito Carlito Merss em conversa com Silvestre Ferreira, da Fundação Cultural, sendo observado bem de perto por Laércio Amaral, um dos dois artistas que caminhavam completamente NUS por entre os participantes do evento. (AN.portal Fabrizio Motta)
Essa apresentação inusitada teria deixado a autoridade municipal em "situação embaraçosa". Mas e o que dizer das outras pessoas ? A partir dêle, pensemos nelas. Será que sentiram-se, igualmente, embaraçadas ? Vejamos o que é isso: O "Aurélio" define assim o têrmo EMBARAÇAR, que vem de embaraço... e suas derivações: Embaraçar é dificultar, incomodar, estorvar, entre outras definições. DIFICULTAR é fazer-nos administrar um momento difícil. Suscita embaraço quando o grau de dificuldade surge repentinamente, como foi o caso. INCOMODAR porque, de fato, não havendo expectativa para êsse tipo de "movimento artístico", a realização de inopino traz "certo incômodo" e exige, "em nome da arte", que haja plena compreensão à pureza do ato e visualização natural à mobilidade dos nus. É que, embora desconhecendo números estatísticos, caso haja, imaginamos que a receptividade SEM sobressalto para algo assim, depende, prá muita gente, de prévio informe, até para ter à disposição o direito de optar pelo comparecimento ou não. E mais: Importa saber se há restrição ao acompanhamento de crianças ou se a programação é livre. Quer admitamos, quer não, de outra forma, o constrangimento é inevitável e tráz em si duas alternativas apenas para tantos quantos estejam no ambiente. Ou aceitamos o fato e permanecemos... ou não aceitamos e saimos, ... de fininho. Mas, claro, há quem fique... elegantemente. Aprovando ou não... ESTORVAR, vem de dificultar, incomodar e gera forte embaraço inibidor. Inibição, só prá lembrar, é àquela inquietude que falamos antes e que pode ser definida, também, como..."resistência íntima a certos sentimentos ou atos". Vide "Aurélio"". Embora o episódio que repercutiu sem alarde, convenhamos, a nomeação do competente Silvestre Ferreira como secretário da Fundação Cultural de Joinville foi inteligente e bem recebida. Tem considerável história no meio. Retrospecto artístico e competência o credenciam para a responsabilidade assumida. Quanto ao embaraço do prefeito, parece, ter sido, exatamente o embaraço de outros participantes da surpreendente noite artística. Os intelectualistas veem, contudo, normalidade e naturalidade nas ações executadas para valorização da arte, não importando sua forma, sua essência. Para êles, arte é arte e pronto ! Os eventuais contestadores, mesmo contidos em suas reações, são entendidos pelos artistas como vítimas da insciência. E o que é isso ? É ter "falta de conhecimento... de cultura. Falta-lhes o saber" e são "imperitos" nas avaliações. Só que no evento onde homens nus roubaram a cena, além de adultos, havia também crianças. E agora ? Temos que exigir, em nome da arte, para uma apresentação surpreendente (não sabemos se prá todos), a pronta anuência do visual pelo intelecto infantil ? Todos, entre estupefatos e perturbados, esforçaram-se para manter a naturalidade e a postura de indiferença diante do insólito quadro exposto inesperadamente. E, a partir do prefeito Carlito Merss, exibiram excelente performance. Mostraram elevado quilate interpretativo. Davam a "impressão" de que, com certa indiferença, estariam aprovando a iniciativa. Mas não estavam. Era só e tão somente, uma educada "impressão" ... E, por fim, para concluir: O que pensa você sobre o fato ?... 1 - Não vê nada demais ... 2 - Não aprova a iniciativa ... 3 - Nú artístico é outra coisa ou ... 4 - Não quer nem pensar ? A palavra é sua ... fique a vontade ... c o m e n t e !

Nenhum comentário: