25 de abr de 2009

AMIGO E "AMIGO" - QUEM NÃO TEM ?

Olá amigos . . . E aí meu camarada, tem muitos amigos ? Tem pessoas que olham prá você e tem você, de fato, como alguém merecedor da amizade que parecem lhe devotar, ... ou, quem sabe há, HOJE, em você, uma "motivação especial" que leva essas pessoas a TER que, de alguma forma, dar a impressão (e até convincente) de que são mesmo suas amigas ? Éééé... gente boa, a vida é assim. Importa pensar com calma. Temos amizade EFETIVA e "amizade" TEMPORÁRIA. Essa última, é ardilosa e insinuante. Age com tanta naturalidade que chega a nos fazer duvidar da lealdade de meses ou anos até, da amizade efetiva, mais antiga. E por vezes fazemos isso. Preferimos a segunda, em detrimento da primeira.

Experiências reais falam claramente sobre isso e dizem em alto e bom som que os resultados não tem sido em nada agradaveis. De alguma forma nos frustram, somem e algum tempo depois retornam para um recomeço como se coisa nenhuma tivesse acontecido em tempo algum. E aí meu amigo, vale a perguntinha: Já vivenciou algo assim ? E outra: Por acaso já claudicou na caminhada e porventura precisou, lembrou e até procurou um ou alguns daqueles "bons amigos" ? E como foi ? Não estavam ? houve um olhar sério, um lamento e a afirmação entristecida de que não sabiam o que havia acontecido com você ? Ou tinham um compromisso naquele exato momento ? A agenda concorridissima apontava chance de uma conversa em dez ou quinze dias ? anotaram o número de seu telefone para alguém ligar ? Alguém disse: Que pena ! Demorou ! Deveria ter vindo antes. Há três dias passados havia plenas condições para servi-lo com sobras, mas agora ... só,... quem sabe,... mês que vem... mas infelizmente não é certeza. Vamos ver o que dá prá fazer. Olhando o relógio, dando sinais de pressa e ansioso para livrar-se do "estorvo", dá um apêrto de mão e saí falando à distancia ... "apareça aí prá tomá um cafezinho com a gente" ? E blá ... blá ... blá ... blá ... É êsse aí "o nosso pessoal".

Amigos, amigos mesmo, de verdade, são bem poucos e raríssimos. Daí a frase... "Quem tem UM amigo, tem um tesouro". Um tempo atrás, lá por abril ou março de 2003, escrevi um artigo falando dêsses "amigos da conveniencia". Disse o que pensava. E penso ! Quando sentem em nós, de alguma maneira, um bom "instrumento" de uso para suas intenções previamente urdidas, telefonam, convidam, estão por perto, encostam e até dão presentes. Tudo em nome da mais pura e despretenciosa amizade. São ÊLES que precisam. No momento em que a adversidade bater à nossa porta para entrar ou entrar sem bater, êles saem de nossa vida. É que nunca houve estima, apreço, amizade. Era tudo "faz de conta". TUDO MENTIRA ! SÓ INTERÊSSE ! Nunca amizade ! Prá êsses "amigos" já não temos utilidade. Não servimos mais. Àquêle artigo lembrado aí em cima, escrito seis anos atrás, segue valendo. O ser humano leal e digno, sabe que amizade pura e verdadeira, não é e jamais será assim. Amizade genuina de respeito e ajuda é sinônimo de parceria firme e agradável.

Com sua permissão, vou acrescentar aqui, alguns trechos que estão lá. No artigo de 2003. Já no título, perguntamos: Onde Estão os Amigos ? Estão por aí, como sempre. Mas agora muito ocupados. Reuniões, viagens, solenidades, visitas especiais, estudos, expansão, compras, etc.. etc.. "ocupadíssimos". Êles quase não tem tempo disponível para outra coisa, a não ser trabalho. Mas um e outro, "gentilmente", embora tanto comprometimento em cada fôlha da agenda, abre, "excepcionalmente", um espaço de "três minutinhos" para que, nêle, coloquemos uma conversa de dez, quinze ou trinta minutos, que por certo interessa mais ou só mesmo ao visitante do que ao visitado. Preenchido o tempo, o "Bom Samaritano" lamenta nosso momento adverso, mostra-se solidário e assegura a melhor atenção à nossa esperança. Não fôra a agenda "carregada" e o compromisso imperioso do momento poderia, quem sabe, antecipar alguma perspectiva otimista naquele instante. (E a encenação continua...) Por conta disso, depois de anotar qualquer coisa para atestar sua disposição à nosso favor, pede desculpas por não poder nos dedicar todo tempo que merecemos e acrescenta que dará um retôrno amanhã ou depois... O que nos resta, se conseguirmos permanecer impassiveis, é ... "acreditar". Por fim, sorrindo, despede-nos sutilmente. Quando estamos deixando a sala e já na porta, ainda ouvimos... quando quiser, dá uma ligadinha... ou aparece por aqui prá uma conversa mais tranquila...

Nossos "amigos"... êsses aí, ... são assim. Dissemos antes, dizemos agora. Dàquele artigo, segue o texto: Ulisses Guimarães, personagem nacional, que foi sempre um guerreiro destemido e incansável na luta pela democracia tinha sempre, na ponta da lingua, uma assertiva sábia e inteligente que surpreendia os que o rodeavam. Entre tantas, segundo contam, ao ser interpelado certa vez sobre algo que houvera feito bem mais pelo coração que pela razão em favor de um ou alguns, e não tendo sido contemplado com atitude recíproca quando acreditava nela, respondeu sereno e altivo com uma verdadeira pérola: "O BENEFÍCIO, É A VÉSPERA DA INGRATIDÃO".

Definição cristalina do comportamento humano. Daí, não ser, nêsse caso, imprevisível. Doutor Ulisses, sabia bem do que falava. Por aí, fechamos àquele texto de 2003. E agora concluimos este: A ingratidão é fruto de desapreço. Declaração explícita de índole má e fria exploração humana. Num coração assim, não há lugar para benevolência, lealdade, retidão. Logo, NÃO PODE SER E JAMAIS SERÁ AMIGO. De ninguém ! Mas tem habilidade para fingir que é. Muita gente sabe disso. Ainda assim, acredita ... e sofre ...

Cabe lembrar: Amigo é àquêle que fica,... enquanto os outros se vão. É àquele que ainda está,... quando os outros já se foram. É àquele que ama,... mesmo sem esperar ser amado. É O AMIGO QUE AJUDA ! Amigos assim, são difíceis, mas não impossíveis. Êles existem !Pense aí ! Dêsses, de verdade, quantos você tem ? Não importa. Ligue agora e agradeça a AMIZADE !!! ... E Prá guardar ! = = "Não caminhe na minha frente, eu posso não te seguir. Não caminhe atrás de mim, eu posso não te guiar". = = Click e comente...