23 de ago de 2009

FORÇA INTERIOR -

Olá amigos . . . Isso às vezes é explicável, às vezes não ! É que este poder, não vem "de" pessoas, mas "na" pessoa. É coisa que "está" no individuo, no ser humano. Muitos, no revés, até parecem os elefantes. Não sabem a força que possuem. Daí, quedam-se vencidos diante do infortúnio. Os que se descobrem aptos à luta, mesmo quando ao redor o grasnar dos "corvos" seja agourento, perverso e incessante, conseguem sobrepor-se aos "arautos da desgraça" superando os mais lúgubres comentários e nefandas previsões. A atitude corajosa dos que não se deixam abater, inquieta e perturba "os mensageiros do mal", sempre tendenciosos, preocupados e extremamente incomodados com o trabalho alheio e o êxito sequente. A FORÇA INTERIOR, energia misteriosa, muito da gente, que "êles" também tem mas na pobresa mental em que vivem, sequer sabem que existe, possui poder para eliminar e dissipar os mais desairosos comentários e calúnias, desmascarando o mentiroso maledicente e revelando ao natural à sociedade quem é este,... quem é aquêle. "Quando João fala de Pedro, sei mais de João, do que de Pedro" ... É uma assertiva que merece crédito. Lembrar dela, diante de uma "boa" pessoa ou de um "bom" amigo, "dàquêles" sempre muito bem informados é, com certeza, uma ação previdente, necessária e defensiva. É como aplicar em si mesmo, uma espécie de vacina contra raiva ou um soro antiofídico. Mas não descartemos, por conta disso, o antídoto contra angústia, desânimo, tristeza e principalmente derrota, que pode vir sim, de alguém de boa índole e coração sincero. Quando os torcedores da destruição, que só aparecem vestidos de santidade, estiverem rindo como as hienas e felizes em suas ações malevolentes, é preciso decepcioná-los levantando-se dentre os escombros e com extraordinário poder de superação fazer TUDO do NADA, aniquilando as adversidades e desmontando toda trama urdida em meio às sombras, para dissipar sonhos e justos ideais. Nêsses, nos "pregadores de justiça" (fajutos), o maior inconformismo é ter que constatar nos outros, uma FORÇA INTERIOR que nem mesmo suspeitavam existir. Desarmados, curvam-se diante do espírito vencedor tão severamente atacado para admitir, que só um movimento de perseverança contínua, otimismo imbativel e energia vital, faz brotar da experiência adversa, uma vitória buscada e merecida... (Vivi essa experiência entre 1990/91 e uma parte de 2000 e outra de 2001. Essas aves existem. Para alçar vôo, sustentam-se nos ombros de alguém. São perigosas. Piores que o "carcará" que pega, mata e come. Mas felizmente são finitas. Cêdo ou tarde se acabam... Contudo virão outras... e segue a luta. Se você crer na força interior que possui, LUTE ! E acredite... VOCÊ VENCERÁ !!! ...